Máscara.



  Todo o tempo eu uso uma máscara, mais não é uma máscara que todos vêem, e sim uma máscara por dentro de mim.
  Eu uso essa máscara para não ter que explicar meus problemas para quem não entende, mas sempre está tentando saber o que está acontecendo para me ajudar, mas o meu problema é que não quero ter que explicar meus problemas para me entenderem, pois não quero ter de vivenciar aquilo de novo, não em voz alta onde ela pode me trair e falhar, e como consequência disso vir o choro, que muitas vezes eu o forço para dentro de mim novamente, prendendo-o com o maior força possível.
  Muitos não entendem por que gosto tanto de música. Mas eu sei: gosto por não ter que explicar meus problemas a ela e mesmo assim ela me entender.
  A minha máscara é o sorriso. Eu posso estar o mais frustrada possível que você sempre me verá com um sorriso no rosto, pois como dizem: nem todo sorriso é sinal de felicidade. No meu caso isso é 100% verdade.
  Apesar de tudo o que eu passo e da confusão na minha cabeça, eu sempre consigo manter os sorriso no rosto. Não vou mentir para vocês: isso não é nada fácil. Mas a preocupação com os outros e meus 15 anos de experiencia em guardar tudo para mim, me fez ter força o suficiente para manter essa máscara tão difícil de usar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos verificar seu comentário!
Obrigada por te-lo feito!