Complicada


Hoje acordei meio assim, sem saber o que fazer da minha vida. Ela está tão complicada sabe? Mas, espera um minuto, ela está complicada ou eu estou complicando? Já não sei mais, mas acho que ela está complicada mesmo, pois por mim eu já teria descomplicado ela completamente.

Quando acordei eu simplesmente virei para o outro lado da cama tentando organizar a confusão aqui dentro, mas foi como das outras vezes, não consegui organizar meus pensamentos, então sai da cama (praticamente me arrastei dela) tentando empurrar todos os problemas com a barriga.

Porque eu levantei mesmo?

Não sei a reposta, mas sei que hoje não vai ser diferente de nenhum outro dia.

Porque?

É simples: verei as mesmas pessoas que me fazem mal a tanto tempo. E não posso me mudar para outro lugar, ainda não tenho idade suficiente nem dinheiro para me sustentar sozinha. Em breve terei, mas por enquanto tenho que aguentar isso, mas acho que não estou conseguindo suportar mais.

Sabe quando você olha para algo que um dia já teve múltiplas cores e hoje você não vê nada além do cinza? Então, é assim que tenho me sentido ultimamente. Sem esperanças. Sem cor.

As vezes me pego pensando em como foi acontecer isso. No porque passei a me importar com a opinião dos outros, mas, por mais que eu pense, eu nunca acho a resposta, e isso me mata.

Não tem aqueles dias que tudo o que você quer fazer é ficar o dia todo deitada na cama com seus fones de ouvido? Então, é isso o que eu quero fazer agora. Na verdade não sei o porque não fazer. Não há nada que me impeça, a não ser talvez, que eu saiba que a vida continua eu querendo ou não e isso eu sei bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos verificar seu comentário!
Obrigada por te-lo feito!